Algodão-doce orgânico

Estive ontem na tradicional Quermesse da Igreja do Calvário, em Pinheiros, São Paulo, e não resisti a essa placa na barraquinha de algodão doce, precisei compartilhar com vocês!

barraca de algodão-doce orgânico

barraca de algodão-doce orgânico

Achei interessante a iniciativa em oferecer um produto diferenciado, no caso, o algodão-doce orgânico, não é demais?

Conheça um pouco mais sobre o açúcar orgânico

Nos canaviais tradicionais, a ação dos agrotóxicos, aliada à prática da queimada, destrói a matéria orgânica que é benéfica para a estrutura e fertilidade do solo.

Já a produção de açúcar no sistema orgânico, promove a reciclagem de todos os restos da cultura (palha e bagaço de cana), que nunca são queimados, mas deixados sobre o solo, no processo da colheita da cana crua, que devolve ao solo parte dos nutrientes que as plantas retiraram dele durante seu desenvolvimento.

No que diz respeito ao processamento do açúcar, o produto convencional é branqueado através da adição de enxofre e rejeitado pelos países importadores, que só compram de nós o açúcar demerara, que não sofreu esse processo.

O consumidor do açúcar orgânico opta por um produto não-clarificado, portanto isento de enxofre, como ocorre com o açúcar mascavo, que ainda traz o benefício dos minerais (como cálcio e ferro) que enriquecem seu valor nutricional.

Sabemos que os produtos orgânicos ainda são mais caros que os convencionais e isso acontece graças a sua baixa escala de produção, além de outros fatores, como o local de compra, o tipo de produto e o processo de produção, que implica maiores custos por unidade de produto.
Além disso, temos o problema do custo da embalagem para diferenciar produto orgânico do convencional, sobretudo em supermercados.
Há também uma desorganização do sistema de produção (falta de planejamento) e do processo de comercialização.
E em função da falta de pesquisa, existem maiores riscos e a necessidade de experimentação do agricultor e, por último, os preços são maiores devido a custos adicionais com o processo de certificação e perdas econômicas durante o processo de conversão.

É fundamental reforçar que a concorrência econômica entre o sistema orgânico e o convencional é injusta, pois a agricultura convencional exclui dos cálculos da formação de preço da contabilidade ambiental, exteriorizando os impactos ambientais, ao passo que a agricultura orgânica interioriza esses custos.

Fonte: Planeta Orgânico

Related Posts with Thumbnails
Esta entrada foi publicada em Meio Ambiente e Sustentabilidade, Produtos e marcada com a tag , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>